|

Carla Giovana Cabral

Imagen del perfil

Perfil

Doctora en Educación Científica y Tecnológica (UFSC). Post-Doctorado en Historia de las Ciencias bajo la Óptica del Género (UFSC).

Líneas de investigación

História das Ciências e da Tecnologia e Gênero,

Educação Científica e Tecnológica,

Educação e Gênero,

Ciência, Tecnologia e Sociedade

Trayectoria en estudios de género:

Iniciei  meus estudos Feministas e de Gênero no mestrado, quando defendi a dissertação “Cinco Histórias, Sete Vidas: narrativas biográficas de Clarice Lispector”. No doutorado, desenvolví a tese “O Conhecimento Dialógicamente Situado; histórias de vida e consciencia crítica de professoras do Centro Tecnológico da UFSC”. Como professora da UFRN, coordeno o grupo de pesquisa Pandora - Democracia e Gênero em Ciências e Tecnologia. Minhas áreas de atuação são Gênero, Ciência e Tecnologia; CTS; História e Filosofia das Ciências e da Tecnologia; Educação e Tecnologias; Educação Científica e Tecnológica; Comunicação pública da ciência e da tecnologia; Formação de professoras/es; Gênero e Educação.

Trayectoria docente:

Minha experiencia docente se iniciou no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da USFC/Brasil, onde realizei um pós doutorado em História das Ciências sob a Ótica do Gênero, de 2008 a 2009. A partir de 2010, ao ingresar na UFRN, passei a atuar no ensino de graduação, no Bacharelado em Ciências e Tecnologia, nas disciplinas “Ciência, Tecnologia e Sociedade”, “Relações de Gênero em Ciências e Tecnologia” e “Comunicação Pública das Ciências e da Tecnologia”; e orientação de estudantes de iniciação científica. Na pós-graduação, oriento alunos de mestrado em “Ensino de Ciências Naturais e Matemática” e “Desenvolvimento e Meio Ambiente”, e ministro disciplinas, tais como “Sociedade, Natureza e Desenvolvimento”, “Relações de Gênero e Meio Ambiente” e “Ciência, Tecnologia e Sociedade”.

Investigación actual que desarrolla:

Temos as seguintes pesquisas em andamento: “Gênero e Sustentabilidade”, “Indicadores de Ciência, Tecnologia e Gênero no Brasil”, “Enfoque CTS para o ensino do conceito de soluções: uma abordagem com plantas medicinais”, “Concepções de CTS de Alunos do Bacharelado em Ciências e Tecnologia da UFRN” e “Museus universitários brasileiros e portugueses: educação, comunicação e relações entre ciência, tecnologia e sociedade”.

Asociaciones científicas a las que pertenece:

Associação Latino-Americana dos Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia (Esocite)

Sociedade Brasileira de História das Ciências (SBHC).

 

Referencia completa de Publicaciones (5 últimas):

CABRAL, C.. Os Estudos Feministas da Ciência e da Tecnologia no Brasil: Reflexões sobre Estilos e Coletivos de Pensamento. Revista Ártemis, v. 20, p. 76-91, 2015.

CABRAL, C.. Gênero, ciência e tecnologia no Rio Grande do Norte : reflexões sobre indicadores e desigualdades. In: Nanci Stancki da Luz e Lindamir Salete Casagrande. (Org.). Entrelaçando gênero e diversidade: matizes da divisão sexual do trabalho. 1ed.Curitiba: Editora da UTFPR, 2016, v. 2, p. 361-387.

CABRAL, C.. O jornalístico, o científico e o pedagógico nas tessituras do campo dos estudos de gênero e feminismo. In: Luzinete Simões Minella; Gláucia de Oliveira Assis; Susana Bornéo Funck. (Org.). Políticas e Fronteiras: desafios feministas. 1ed.Tubarão: Copiart, 2014, v. 2, p. 347-365.

CABRAL, C.. Estilos e coletivos de pensamento em gênero, feminismo, ciências e tecnologia. In: XI Congreso Iberoamericano de Ciencia, Tecnología y Género, 2016, San José. XI Congreso Iberoamericano de Ciencia, Tecnología y Género, 2016.

CABRAL, C.. O campo dos Estudos Feministas da Ciência e da Tecnologia: um olhar histórico para três décadas da produção de pós-graduação das regiões Sul e Sudeste. In: VI Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade/Esocite-BR, 2015, Rio de Janeiro. VI Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade/Esocite-BR, 2015.